De Deus não se zomba

Por Pedro Salomão

Quem nunca ligou a televisão e viu algum “pastorzinho” todo engomado tentando falar igual a Edir Macedo e lhe convidando para uma “revigorante” sessão de descarrego? Pois é…

Gritos, quedas, cabelos bagunçados, e, por fim, a falsa idéia de prosperidade. Tudo isso se tornou ingredientes necessários para arrecadar alguma grana na conta da fé. Para essas igrejas, deus reside em uma gaiola dentro de seus imensos templos onde sua imagem é vendida como restaurador financeiro, que, além de te garantir um pedacinho do céu, ainda lhe dará riquezas nesse plano – óbvio, se você cooperar com um pequeno investimento [dízimo], afinal, para tais “falsos mestres” deus é uma ação valiosa na bolsa de valores do sistema. Um teatro imenso, fonte de roubos e derivados. Lobos em pele de cordeiro.

Enfim, aos que procuram por Deus, dêem uma olhada no movimento dos ventos tocando as folhas, no cair da chuva, no nascer do sol, antes de pagar dez parcelas do seu salário a ladrões. Deus não vem enlatado.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s