COMO OS HUMANÓIDES SÃO INFILTRADOS NA TERRA

Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva.
(2 Pedro 2:17)

Por Mebude Mada

Ao afirmarmos para os humanos que existe uma raça maligna – conhecida pela RV como humanóides – coabitando no mesmo mundo com eles, sendo fisicamente semelhantes, mas interiormente degenerada, criaturas estas que foram postas no mundo por Satanás, o primeiro impacto geralmente é o ceticismo. No entanto, independente do que os adâmicos[1] acham, esses seres desprezíveis são projetados para cumprir uma missão maligna no planeta. Apesar de suas atribuições serem diversificadas, seus objetivos estão fundamentados em três metas, a saber; matar, roubar e destruir (cf. João 10:10).

Esses amaldiçoados, chamados por Cristo de “joio” (cf. Matheus 13: 38), estão por toda parte. “Eles” surgem como falsos profetas, grandes líderes no Estado, delineando o destino da humanidade; estão no controle das riquezas; nos pontos centrais da educação; na mídia e na arte influenciam gerações. Os de alta estirpe são intitulados ILLUMINATIS, a mais alta hierarquia da Maçonaria[2].  A quantidade desses seres malignos na Terra é crescente, à medida que nos aproximamos do Fim dos Tempos. Estão sempre preparados para tudo, possuem apenas um tipo de sentimento, ódio. Dentre milhares de humanóides, tomarei como exemplo a vida de um destes, e revelarei, nesta matéria, como eles vivem em nosso planeta.

A história do humanóide Lúcio Valério Barbosa 

Nascido em 28 de abril de 1960, na cidade de Sidrolândia (MS), Lúcio Valério, professor, escritor, poeta e compositor, parece um humano bem virtuoso. Gosta de ajudar as pessoas, é casado e leva uma vida pacata. Mas, a verdade por detrás dessa casca é bem outra; este maligno cumpre a missão de corromper espiritualmente quantos ele puder levar.

Dentre os registros sobre sua vida, encontramos vestígios na sua infância que comprovam a  intensa relação com o fenômeno UFO – convivendo e tendo contato com “seres de outros planetas[3]”. O professor humanóide relata que era uma criança triste e sozinha, mesmo entre seus “irmãos” e pais, sentia-se sempre distante daqui. Segundo ele, era um sentimento estranho, como se sua casa fosse em algum local muito distante, num outro mundo. Além disso, Valério faz questão de lembrar que, com apenas 5 anos, costumava sentar-se no terreiro para observar, o dia inteiro, o espaço. Com esse comportamento pouco comum, chegou até suscitar comentários preocupados de sua avó paterna, pois, segundo ela o “menino [era] muito triste e muito estranho”. Para completar, o professor maligno ressalta:

“Meus pais quase morriam de preocupação quando eu me ausentava, mas sentia-me muito sozinho ao lado de meus familiares; eu me sentia um estranho, por mais que eles me dessem carinho e amor”.

Suas experiências ufológicas intensificaram com o tempo. Lúcio relata que chegou a um estado que,

Quase todas as noites apareciam luzes sobrevoando a casa [de seus pais]; minha mãe dizia que, ao se levantar à noite para nos olhar e ver se estava tudo bem, via uma grande luz prateada sobre mim; ela ficava com medo e voltava para junto de meu pai. 

Apesar de todos esses estranhos eventos, o humanóide casou-se com uma humana. É a partir daí que a sua missão degenerativa começa a intensificar. O maldito cederá a própria esposa para experiências feitas por anjos caídos. Falando sobre o primeiro contato da sua mulher com esses seres das trevas, o psicopata registra em seu livro, “UFOs no Pantanal”, como ocorreu o evento medonho:

Era madrugada, e eu estava em casa conversando com minha esposa, quando senti o sinal deles por perto. Perguntei a ela se gostaria de conhecer um ET, e ela respondeu que sim; então, uma luz dourada entrou no quarto. Minha esposa, temerosa, dizia: “Olha lá, é uma luz! Você está vendo? Meu Deus, está aqui!” Ela ficou encantada e com muito medo, pois jamais tinha visto algo igual. Logo em seguida à luz dourada, apareceu uma outra luz, só que prateada, e ao entrar no apartamento, os aparelhos se desligaram. Ela segurava forte os meus braços, com olhos arregalados de espanto, quando foi desligada de sua vigília ficou inconsciente. Nesse momento uma segunda sonda entrou no apartamento, trazendo mais um “ser” para fazer todo processo de preparação e retirada de dois óvulos, para gerar “seres” capazes de influenciar a humanidade para o caminho do bem. Ao terminar a retirada dos óvulos e fazerem o implante, despertaram-na e se foram; um cheiro de enxofre permaneceu no ar por mais de três dias (pp. 147-148).

Após este relato, podemos detectar a insensibilidade e crueldade de tais seres. Com um argumento fajuto de que utilizou a adâmica para conduzir a humanidade ao “caminho do bem”, este maligno, disfarçado de humano, entregou sua mulher aos anjos caídos, para que os malditos, além de roubar óvulos, submetessem a vítima a um implante genético, ou seja, um processo partenogenético[4]. Essa é uma estratégica bastante utilizada por Satanás e seus chefiados para infiltrar tais anomalias no nosso meio. Meditem nestas revelações descritas pela criatura aqui estudada:

[…] já existem no planeta Terra, extraterrestres na forma humana, dentro das universidades, das áreas de pesquisas tecnológicas e dos meios de comunicação, desenvolvendo importantes tarefas e repassando importantes informações aos cientistas humanos. Através de seu subconsciente, já estão infiltrados em todos os mecanismos da sociedade. Existe um grande número deles no meio da humanidade, trabalhando e convivendo com os humanos, pois há um grande projeto neste planeta que precisa alcançar uma determinada etapa, para que não caia por terra um projeto genético e evolutivo que vem se desenvolvendo há bilhões de anos.  

Este projeto genético, esboçado em rápidas palavras pelo professor humanóide, se trata da tentativa do Inimigo em descobrir a eternização dos corpos dos seus filhos miseráveis. No entanto, o tempo passa e eles não conseguem equacionar esse insolúvel problema.

Amados, fica claro que essa aberração travestida de professor, vivendo uma vida, supostamente, normal, está, na verdade, em missão maligna em nosso planeta. Ele, como todos os outros da sua espécie, se apresenta como bonzinho, altruísta, sempre disposto a servir, mas, por outro lado, aplica sua tática de corromper os humanos com conceitos espirituais que não correspondem ao que o Altíssimo quer do homem.

Conclusão

Estes seres humanóides, que já estão aqui a milhares de anos, quando não são anjos caídos materializados, se apresentam como criaturas semi-parafísicas – resultado da união dos seres decaídos com “as filhas dos homens” (cf. Gênesis 6), quando necessário, trocam de corpos – ou anomalias sintéticas – desenvolvidas em laboratórios  e implantados nos úteros humanos, semelhante ao ocorrido com a mulher do desgraçado supracitado. Também há casos destes humanóides serem deixados, ainda bebês, em situação falsamente de abandono, isto para que os humanos que encontrem tenham compaixão e os criem como filhos – mal sabem que estão levando um cobra para seus lares.

Realmente não é comum se fazer uma leitura dessa profundidade da Bíblia. Muitos cristãos afirmam categoricamente ser impossível à união de anjos e humanos e, consequentemente, a existência de uma corrente genética maligna. Quanto a aceitar ou não este ponto de vista é uma questão complexa, pois Deus guia cada um de acordo com os seus propósitos. Nossa afirmativa da existência de demônios materializados e filhos de anjos caídos, não está baseada em ensinamentos terrestres, e sim nas revelações espirituais – que estão presentes no cotidiano, nas experiências pessoais, nos debates abertos com estas individualidades do mal.

Estejam sempre atentos, pois, como alertou o grande Apóstolo João,

Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno (1 João 5:19).  


[1] Linhagem genética criado pelo Senhor, proveniente do primeiro ser humano, Adão.

[2] Essa instituição é responsável por instalar o governo global político-religioso único – Nova Ordem Mundial – que será chefiado pelo anti-cristo [o Lúcifer personificado].

[3] Para saber mais sobre o fenômeno UFO e qual seu real significado, indicamos a matéria “Extraterrestres ou anjos caídos?”, disposta no link: http://www.ufo.com.br/artigos/extraterrestres-ou-anjos-decaidos.

[4] Processo maligno desenvolvido por Satanás que consiste em inserir no óvulo das humanas, sua centelha maldita. Estes seres se utilizam das mulheres como hospedeiras, que, consequentemente, vai gerar o que chamamos de humanóides.

Anúncios

Uma resposta para “COMO OS HUMANÓIDES SÃO INFILTRADOS NA TERRA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s