Marisa Lobo lança o livro ”Psicopatas da Fé”

Em seu livro Psicopatas da Fé, a Psicóloga Marisa Lobo fala sobre a situação de líderes religiosos que usam o rótulo de cristã de forma a fazer uma “manipulação e ameaças espirituais para manter seus seguidores sob regime de escravidão espiritual”.

Nesse livro a psicóloga faz uma análise sobre “homens que não são cristãos, mas usam a fé de muitos para aplicar golpes e se esconder atrás de um título, muitas vezes, adquirido ilicitamente e ou com manipulação”.

De acordo com Marisa Lobo, seu objetivo com o livro é fazer com que seu leitor reconheça a diferença entre “um homem servo de Deus altíssimo e um covarde, mentiroso, hipócrita, aproveitador, sem misericórdia, sem compaixão, um servo de satanás”, que fazem do evangelho uma religião hipócrita e o transformam em um celeiro para realizar seus crimes. De acordo com Marisa, tais líderes religiosos usam a fé de pessoas sofridas para manipulá-las para seu proveito.

– Não podemos esconder principalmente nós que vivemos em uma sociedade, capitalista cheia de interesses, que alguns de nós temos nos entregado aos prazeres que só o dinheiro pode comprar e crendo e usando justamente o evangelho como meio de conseguir o que se deseja, e ao mesmo tempo dizendo que isso faz parte da prosperidade que Deus nos prometeu – alerta a psicóloga.

Marisa Lobo comenta também em seu livro a respeito de pessoas que, presas por crimes muitas vezes graves, se travestem de uma falsa conversão ao evangelho para manipular as pessoas as seu redor e tirar vantagem da situação. Em seu texto ela faz uma clara distinção entre os que realmente reconhecem seu erro e se transformam através do evangelho, dos psicopatas, que não sentem remorso ou culpa e se dizem convertidos não porque acreditam na palavra dita, mas porque sabem do efeito psicológico que irá desencadear nas pessoas em questão.

– Assassinos confessos geralmente são pessoas que se arrependem, não usam a bíblia e ou evangelho como forma ou arma para atenuar sua pena – esclarece.

Porém, as opiniões de Marisa Lobo foram distorcidas, causando uma série de críticas a ela através do Twitter. Um site gospel chegou a publicar que a psicóloga não acredita na conversão, chegando inclusive a usar trechos escritos por ela para comentar o caso de Suzane Von Richthofen, que recentemente foi anunciada pelo Fantástico como pastora evangélica.

– Quando digo para nos precavermos, olhar com prudências esses assassinos famosos que de uma hora para outra viram pastores, é porque Deus nos alertou sobre eles, não que não possam se converter, mas Judas andou lado a lado com Jesus, é só queria tirar proveito não do salvador, mas do poder do líder, como característico psicopata da fé – afirmou a psicóloga, que respondeu também sobre essas interpretações equivocadas através de seu Twitter.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s